Segunda-Feira, 25 de Junho de 2018

Vander Christian

Vander Christian é apaixonado pelo mundo da leitura e escrita. Autor dos romances KARINA e PASSADO E PRESENTE.

Redes Sociais:





Últimos artigos

Ver todas as colunas

As Frutas



O sítio Paminondas permaneceu firme no meio dos inúmeros pés de café. Depois permaneceu firme no meio dos pés de algodão. E lá estava o sítio, com as suas variações de frutas firme e forte. Foram muitas propostas para o dono do sítio vender; tentar a sorte com os pés de café, ou algodão. O dono não vendeu e nem arrendou. O sítio Paminondas tinha muitas frutas. Um verdadeiro pomar. Chamava a atenção, pois era um dos poucos sítios que tinha apenas frutas plantadas. Veio então a plantação de soja, virou uma febre entre os agricultores da região. O grão compensava; o lucro era grande. E lá estava o sítio com a suas frutas. A soja diminuiu. Veio a cana de açúcar. Veio para ficar. A batalha foi intensa. Difícil de resistir. O dono do sítio arrendou mais da metade para o plantio de cana. Os pés de frutas diminuíram. Parte do pomar se acabou. Mas por que isso? Por que trocar as frutas por cana? Muitas perguntas e uma só resposta: O tempo passa e as coisas vão mudando. O forte do sítio Paminondas eram as frutas. Porém a região começou a investir nos grãos e na cana de açúcar. Os grãos e a cana precisam de espaço para atender a demanda que não para de crescer. As frutas perderam espaço. Hoje, existe pouco daquele pomar que chamou tanta a atenção do sítio um dia. Podemos concluir, que as frutas do sítio Paminondas não foram as únicas que perderam espaço no mundo. Basta um piscar de olhos e o que era já não é mais. Assim como as frutas, a fita cassete resistiu por muito tempo até perder espaço para o CD. O CD parecia que ia ficar soberano por um longo tempo, mas não ficou. A USB tirou o seu reinado como a cana tirou o reinado das frutas no sítio Paminondas. O papel está diminuindo também. Boa parte das coisas hoje é feita eletronicamente. Dizem que assim, o número de árvores no chão também está diminuindo. Mentira. Usam esse argumento para continuarem derrubando as árvores e vendendo a madeira ilegalmente. Tudo passa. Tudo acaba. Mudanças surgem todos os dias. É difícil resistir firme e forte durante muitos anos. Um piscar de olhos e o presente já é passado, então temos que lutar para resistir durante o tempo, como as frutas do sítio Paminondas. A humanidade também está lutando para seguir firme, por mais que exista muitas pessoas por aí querendo ser a cana de açúcar e acabar com as frutas do sítio.












Dogus Comunicação

Sobre a Dogus Comunicação  |   Política de Privacidade  |   Receba Novidades  |   Acesse pelo Celular

Melhor Visualizado em 1200x900 - © Copyright 2007 - 2018, Dogus Comunicação. Todos os direitos reservados.